Home > Notícias > Profissional > RAIO-X: Ceilandense, o time "mutante"
RAIO-X: Ceilandense, o time "mutante" PDF Imprimir E-mail
Notícias - Profissional
Escrito por Marcelo Gonçalo   
Sex, 30 de Março de 2012 13:13

Equipe já trocou de escudo, cores, mascote...Tudo para tentar emplacar entre os grandes.

 

 

 

 

 

Em 1976 um grupo de amigos se reunia todos os finais de semana no campo de futebol da QNL de Taguatinga, onde hoje funciona o Atacadão Extra. Desta empolgação surgiu um time amador chamado L Norte Esporte Clube. O time amador ganhou tudo que disputou. O senhor Manoel da Silva Santos então teve a idéia de fundar um time profissional daquele amador. Em 08/10/1977 surgiu então a Sociedade Esportiva Ceilandense cujo mascote era uma serpente como se via no seu primeiro escudo.

 

 

Mas a vida do Ceilandense nunca foi fácil. Sua vida era recheada de acessos e descensos, porém sem conseguir o título de campeão. Participou da série C do brasileiro em 1995 e 1997. Em 2005 foi vice campeão da segunda divisão. Os maus resultados dentro de campo refletiram diretamente na vida do Ceilandense que sempre disputava a segunda divisão com jogadores emprestados do parceiro Ceilândia. O clube também ficou com fama de caloteiro ao chegar nos finais de temporada devendo salários aos jogadores. Em 2006 mudou o escudo novamente e o mascote: Arara.

 

 

Na segunda divisão desde então, o Ceilandense sempre chegava nas semifinais e morria na praia. Foi assim em 2007 (5º lugar) e 2008 (4º lugar) até que em 2009 surgiu a oportunidade de fazer uma parceria com o Gama que acabara de encerrrar sua participação na série C. Ano passado o clube surpreendeu e foi campeão pela primeira em sua história levantando o caneco da segunda divisão candanga. Foi então que o time mudou mais uma vez de escudo e de uniforme. Devido a uma parceria entre o Ceilandense e o Atlético-GO, o clube mudou seu nome, seu escudo, seu uniforme e seu mascote passando a se chamar Sociedade Atlético Ceilandense.

 

 

Tentando provar que tradição não sustenta time de futebol, o Ceilandense aparenta não mais possuir parceria com o Dragão Goiano. Devido às suas cores rubro-negras, o Ceilandense conquistou a simpatia da torcida Raça Rubronegra do Flamengo-RJ. Neste ano o Ceilandense fez mais uma parceria controversa: Arrendou junto à Wagner Marques parte do CT Ninho do Periquito, tradicional casa do Gama onde vem realizando os seus treinos. Graças à este fato vai ficar difícil algum dos dois clubes esconderem o jogo já que apenas uma grade separa os campos de ambas as equipes.

 

O clube também vivenciou uma batalha jurídica com o Brasília pela vaga na primeira divisão. Tudo por conta da escalação irregular do atacante Michel nas primeiras partidas da equipe em 2011. O Brasília conseguiu depois de uma longa pendenga judicial reverter o rebaixamento e condenar o Ceilandense por escalação irregular. Mas o rubro negro recorreu no STJD e obteve o direito de participar da elite candanga. No final ambas as equipes disputariam a primeira divisão não fosse a desistência do colorado em participar da primeirona. O Dom Pedro acabou se dando bem e aceitou ficar em seu lugar.

 

O Ceilandense não vem fazendo uma boa campanha neste campeonato. No primeiro turno o time rubronegro venceu apenas uma partida (5x0 sobre o esfacelado Dom Pedro na primeira rodada). De lá para cá foram mais dois empates e três derrotas fazendo com que a preocupação da equipe esteja mais voltada em não retornar para a segunda divisão na próxima temporada.

 

MAIS DO CEILANDENSE

 

Nome: Sociedade Atlético Ceilandense

Mascote: Dragão

Títulos: Campeão da Segunda Divisão (2009); Vice-campeão da Segunda Divisão (2005).

Estádio: Abadião com capacidade para 5.000 pessoas.

Presidente: Marcelo Cruz

Classificação Campeonato Estadual 2011: 6º Lugar

Destaques: Zagueiro André Nunes e atacante Tiago Ferreira

O "Cara": Com sua vasta cabeleira, o destaque do rubronegro fica por conta do meia Léo Gabiru. O jogador que já marcou dois gols no campeonato apóia muito o ataque e desperta a atenção de seus marcadores.

Time Base: Ramon; Bruno, André Nunes, Adriano Cacareco e Léo Paulista; Douglas, Betson, Léo Gabiru e Vinícius; Leto e Tiago Ferreira

Técnico: Marcos Sena

Curiosidades: O presidente do Ceilandense (Marcelo Cruz) é dono de uma distribuidora de bebidas na cidade da Ceilândia chamada "Adega dos Amigos". Por este motivo às vezes ele é chamado de "Marcelo da Adega".

RAIO-X: Ceilandense, o time
Última atualização em Sex, 30 de Março de 2012 13:53
 

Comentários  

 
0 #6 jorge batata 10-08-2012 12:55
jorge batata ex jogador nos anos 90 hoje mora em minas
 
 
0 #5 marcio murilo 17-07-2012 11:04
O jogador Betson, a formaçao dele foi no Servan, da Cidade Ocidental,e nao pelo Gama.
 
 
0 #4 Thales 09-04-2012 18:40
eu queria jogar nesse time d futebol ceilandense eu tenho 12 anos vou fazer 13.como eu faço para entrar nesse time ????

***Procure o Marcelo Cruz que ele te direciona para o setor responsável: 84097446. Marcelo Gonçalo***
 
 
0 #3 Thales 09-04-2012 18:39
:crsdasfsf
 
 
+2 #2 Antonio 30-03-2012 14:13
O Presidente da Lavanderia pamonha Futebol Clube foi condenado a mais 4 anos de cadeia por sonegação de imposto e outros delitos. E ainda tem pessoas que moram no gama e torce para um time desse.

***Correto Antônio, mas a decisão ainda cabe recurso. Marcelo Gonçalo***
 
 
0 #1 Hebert 30-03-2012 14:11
O cabeça de área Betson foi formado na base do Gama. Foi titular em 2010 e é bom jogador, não entendi por que não ficou no gama.